Orientações para 2012

..
Análise das energias da Numerologia e do Tarô que influenciam 2012 – Programa Universo in Foco (04/01/2012)

Ver no YouTube
*
*

terça-feira, 5 de agosto de 2008

• Estamos sempre querendo um amor...

(Elisa Lucinda)

Contudo sempre quis um amor que me coubesse futuro
e me alternasse em menina e adulto
que ora eu fosse o fácil, o sério
e ora um doce mistério
que ora eu fosse medo-asneira
e ora eu fosse brincadeira
ultra-sonografia do furor,
sempre quis um amor
que sem tensa-corrida-de ocorresse.

Sempre quis um amor que acontecesse sem esforço
sem medo da inspiração por ele acabar.

Sempre quis um amor de abafar,
(não o caso)
mas cuja demora de ocaso
estivesse imensamente nas nossas mãos.
Sem senãos.

Sempre quis um amor com definição de quero
sem o lero-lero da falsa sedução.

Eu sempre disse não à constituição dos séculos
que diz que o "garantido" amor é a sua negação.

Sempre quis um amor que gozasse
e que pouco antes de chegar a esse céu se anunciasse.

Sempre quis um amor que vivesse a felicidade
sem reclamar dela ou disso.

Sempre quis um amor não omisso
e que suas estórias me contasse.

Ah, eu sempre quis um amor que amasse.

* * *
mais Elisa...

"...O animal que eu quero não mora comigo, não almoça mais comigo, não brinca mais, não me telefona, não me advinha os pensamentos, não me acompanha ao crepúsculo, não gane querendo dengo, nossos signos parecem não mais combinar. O animal que quero, pensa demais e por isso não passeia mais comigo. E o pior: Não me lambe mais."

Um comentário:

cmarteletti disse...

Lú, adorei...
Ah um amor que me amasse...

Tb adorei a pantera negra, adoro felinos...

Ei e som de quem é?

bj