Orientações para 2012

..
Análise das energias da Numerologia e do Tarô que influenciam 2012 – Programa Universo in Foco (04/01/2012)

Ver no YouTube
*
*

domingo, 13 de setembro de 2009

• Mitos e ilusões nos caminhos do Reiki

Lú Albuquerque

Não há dúvida de que o Reiki é a terapêutica holística mais difundida no mundo atualmente. Talvez por ser uma técnica de aprendizado simples e acessível a qualquer pessoa, independentemente de idade, religião, sexo, raça ou status social. O fato é que este sistema de cura natural por imposição de mãos, redescoberto pelo japonês Mikao Usui no início do Século XX, espalhou-se rapidamente e hoje é praticado em todos os continentes.

Correndo mundo, adentrando culturas, filosofias e doutrinas, é compreensível e aceitável que o método tenha experimentado ajustes e possibilitado o surgimento de novas modalidades, adaptadas do original. Porém, como diz o ditado "quem conta um conto, aumenta um ponto", mais do que adaptações, o que temos visto são adulterações dos princípios básicos do sistema Usui. Alguns dos equívocos e convenções pessoais apresentadas como elementos do Reiki contradizem a essência do mesmo ou impingem restrições que não correspondem à simplicidade do método.

FAZER VÁRIAS INICIAÇÕES COM VÁRIOS MESTRES

O aluno terá seus canais de energia abertos, desbloqueados e balanceados na 1ª iniciação. O reikiano poderá fazer reciclagem – com o mesmo mestre ou com outros – dos níveis de cada sistema no qual foi iniciado, porém não necessita repetir a sintonização. Não há reforço, pois uma vez sintonizado, seus canais estarão aptos a canalizar a frequência pelo resto da vida. As reciclagens são recomendadas para rever conteúdo e também compartilhar experiências. Sempre há algo mais a acrescentar ao que já conhecemos.

ENVIAR REIKI PARA DESENCARNADOS (FALECIDOS)

Provavelmente a prática foi inspirada na doutrina espírita, confundida com as irradiações aos espíritos desencarnados. Porém, desencarnados não necessitam de Reiki. Pense: Rei significa “universal” e se refere à essência energética cósmica; Ki significa “energia vital” e se refere à energia que mantém o ser humano vivo. Reiki é, portanto, a “força conjunta combinada da Energia Universal com a Energia Vital”, que atua equilibrando os canais energéticos das coisas vivas. Quando a energia Ki sai do corpo, esse corpo deixa de ter vida. Logo, não há o que justifique enviar essa energia para aqueles que retornaram ao mundo espiritual.

ABSTINÊNCIA DE CARNE, ÁLCOOL E SEXO

Dependendo do mestre, a exigência pode variar entre 3 e 21 dias antes da iniciação. O período é tão variável porque não é exigência do Reiki, mas sim, convicção íntima do mestre. Naturalmente, por tratar-se de uma iniciação energética, é prudente evitar alimentação excessiva e de difícil digestão, pelo menos desde a véspera do seminário. Após a iniciação segue-se um período de adaptação à Fonte da Energia Vital Universal e é recomendável ingerir bastante água, frutas, legumes e alimentos com alto teor de fibras para auxiliar o processo de ajuste. Sexo bom e afetivo não é impuro, consequentemente não tem contra indicação. Se não evitar álcool, evite excesso. Portanto, tanto antes quanto após o seminário deve prevalecer o equilíbrio, que é a máxima do Reiki.

VESTIR ROUPAS CLARAS

A convenção tem a ver com doutrinas religiosas e não com Reiki. A cor ou o estilo da roupa, desde que confortável, não interfere na aplicação nem na iniciação. Um reikiano concentrado e bem intencionado – assim como um mestre bem preparado e conectado à fonte, aliado a um aluno receptivo – é o suficiente para garantir sucesso no processo. O mestre ou reikiano que acredita, por exemplo, que roupa preta ou meia de nylon possa dificultar a iniciação ou aplicação, não sabe como atua a energia Reiki nem para quê servem os símbolos.

Particularmente, sugiro aos meus alunos que se vistam de boa vontade e senso de equilíbrio; e se abstenham de maledicência, desânimo e mau humor.

Um mestre Reiki tem liberdade para formatar seus seminários segundo suas crenças. Todavia, cabe a ele repassar o conhecimento sem comprometer a universalidade do método. Ao ensinar, é preciso deixar claro aos alunos o que é e o que não é do Reiki.

* * *
Publicado no Diário da Manhã (Pelotas/RS) – 15/set/2009

Ao repassar, por favor, mantenha o crédito.
Honre o Divino em você, honrando o Divino nos outros.

saiba mais...
Mestrado Reiki
Seminários Usui Tibetano
Seminários Karuna Reiki®

Um comentário:

luiz albino colomby disse...

Interessante este artigo, pois além de simples é muito esclarecedor, a respeito de todos este mitos e adereços criados em torno do Reiki.
Para mim é um princípio de cartilha que desmistifica este maravilhoso método de cura redescoberto pelo japonês Mikao Usui.
Se focarmos estes pequenos direcionamentos que teu artigo nos aponta, com certeza teremos uma difusão do método mais pura em sua essência.
Parabéns!